Laserterapia na Odontologia

O laser é uma fonte de luz com vários comprimentos de onda que lhe conferem propriedades terapêuticas, portanto, possuem ação anti-inflamatória, analgésica e bioestimulante. Atualmente devemos considerar o laser um auxiliar terapêutico indispensável ao consultório odontológico. De um modo geral, o laser terapêutico tem uma série de indicações e pode ser usado isoladamente ou como coadjuvante de outros tratamentos, sempre que se necessite de um efeito local ou ainda quando se necessite de um efeito terapêutico geral.

Algumas aplicações e indicações do laser terapêutico na odontologia:
- Alívio da dor: promove o alívio de dores de diversas etiologias, dores de origem pulpar, dores nevrálgicas, dores em tecido mole, mialgias, dores de pré e pós-operatório, entre outras aplicações.
- Reparação tecidual: promove uma reparação tecidual mais rápida em caso de lesões traumáticas.
- Redução de edema ou inchaço: indicado na aplicação do pós-operatório de procedimentos periodontais (inflamações gengivais e dos tecidos de sustentação dos dentes), bem como de outras cirurgias orais menores.
- Alívio da hipersensibilidade dentária.
- Paralisia facial.
- Herpes labial.
- Aftas.
- Alveolite: infecção ou inflamação do alvéolo pós-extração dentária.
- Exodontia: pós-extração dentária.
- Nevralgia do trigêmeo.
- Periodontite.
- Dores na articulação temporo-mandibular.

A tendência da odontologia é a incorporação de métodos menos invasivos com a finalidade de minimizar a dor e o desconforto durante e após as intervenções odontológicas. Por isso, acredita-se que a Laserterapia seja uma excelente opção de tratamento, já que apresenta efeitos antiinflamatórios e analgésicos, além de estimular o crescimento e a regeneração celular.